segunda-feira, 25 de abril de 2011

A espera

Sempre que  procuro
na solidão do tempo
o que fazer com a espera
perco-me de mim!

Sem comentários: