segunda-feira, 23 de maio de 2011

«Carpe Diem» - E preciso coragem e viver o momento!


Um dos melhores exemplos para esta expressão é John Keating , o professor  revolucionário, interpretado por Robin Williams em o Clube dos Poetas Mortos. Keating toma um grupo de estudantes espiritualmente impotentes, arregimentados e reprimidos num internato rígido e inspira-os a tornarem as suas vidas extraordinárias. Estes jovens perderam de vista os seus sonhos e ambições. Viviam os planos e expectativas dos pais em relação a eles. Planeavam tornarem-se médicos, banqueiros, advogados porque os seus pais assim o queriam. Dificilmente estes rapazes ouviam o que o seu coração reclamava.
Keating leva os jovens até ao hall de entrada da escola onde um quadro mostra alunos antigos.
- Olhem para esta fotografias, meninos, diz Keating aos estudantes. - Os jovens que vocês estão a ver possuíam a mesma chama que vocês possuem nos olhos. Planeavam revolucionar o mundo e transformar a sua vida em algo magnífico! Isso foi à 70 anos, agora estão todos mortos. Quantos deles viveram os seus sonhos? Quantos fizeram o que estavam determinados a realizar? Então, Keating inclinou-se para o grupo e disse - Carpe Diem!! Aproveitem as oportunidades!
De início os jovens não sabiam o que fazer com este estranho professor mas depois ponderaram a importância das suas palavras e passaram a respeitar o professor Keating que lhe deu uma nova visão - ou devolveu-lhes  as suas visões originais.
(Alan Cohen)

Sem comentários: