domingo, 1 de maio de 2011

Guarda Chuva, Guarda Sol

Guarda chuva, guarda sol. Guardo imagens e os meus lápis de cor numa caixa colorida, as boas lembranças, guardo-as  no meu peito. Guardo livros. Alguém me guarda um pedaço de bolo? E um cantinho no coração? Também guardo as lágrimas, as palavras, os sorrisos e as tentativas de poesia. Guardo as vozes e os olhares, às vezes esqueço-me de como eram.... cerro os olhos a imaginar, mas a imagem e o som não vêm. Estão perdidos. Guardo a chuva e guardo o sol!

Sem comentários: