terça-feira, 9 de agosto de 2011

Ausencia


 Neste momento estou ausente de me dar aos outros, como muitos estavam habituados e gostariam  Tenho a energia concentrada na  mudança. Tem sido e continua a ser  um caminho longo, difícil e solitário e não é simplesmente egoísmo. É um processo de autodisciplina para mim própria que nunca tive: os outros sempre estiveram em primeiro lugar.  Tenho amor de sobra dentro de mim, mas tenho que aprender a me amar primeiro.  Um dia voltarei para todos  os que quiserem a minha companhia, mas agora sou eu quem escolhe quem partilha e participa no meu espaço sagrado de dentro, mesmo que, no fim, me tragam desilusão e se revelem não merecedores de mim.

Sem comentários: