domingo, 4 de setembro de 2011

à noite


As estrelas aparecem
Mostrando a noite...
Os sonhos que não morrem
Surgem em procissões.
Como terrível açoite
Vêm cantando as lembranças,
Entoam velhas,
esquecidas confissões,
Antigas e novas promessas.

A insónia feiticeira,
Abre o cofre das grandes recordações.
Mostra imensas ternuras
Registos escritos ontem
No mar das ilusões.
Na falsa areia perdida
Desenhos de corações

E a lágrima
Não contida
Cai no chão,
Convertida.

Apolônia Gastaldi
In A Ilha, Suplemento Literário
Pintura: Starry Night over the Rhone -Vincent Van Gogh


Sem comentários: