sexta-feira, 7 de outubro de 2011

De noite os seres mudam os seus valores

Há dias em que se tem sonhos estranhos...

"...De noite os seres mudam o seu valor. O dia mostra os defeitos do mundo: rugas, poeiras, vincos, tudo na luz se vê. à noite se olha mais, se vê menos. Cada ser se revela apenas pela luz que dele emana. E ela, nessa noite, produzia clareza que nem lua..."

(Mia Couto)









Sem comentários: