quarta-feira, 12 de outubro de 2011

Sempre haverá mãos

Sempre haverá mãos
para abraçar os desesperados
e agarrar os vencidos,
mãos que buscam os anjos
e chamam os sonhos,
mãos que levam as naves pelo espaço
trazem estrelas e as espalham nos lagos,
mãos que apenas querem
desvendar trilhos por praias desertas
e pôr o mar no caminho das ondas.
















Sem comentários: